Loading...
BRAND PERSONA E BUYER PERSONA: QUAL A DIFERENÇA?

BRAND PERSONA E BUYER PERSONA: QUAL A DIFERENÇA?

Uma das principais dúvidas dos nossos clientes remete à diferença entre brand persona e buyer persona. Esses conceitos são semelhantes, mas usados com óticas diferentes. Mas afinal, qual a diferença entre eles?

No original grego, persona significa máscara e é um termo bastante utilizado na psicologia. Persona é, basicamente, o papel social ou personagem vivido por um ator. Contudo, esse termo vem sendo bastante utilizado na área empresarial.

Por isso, decidimos explica-los para você que está entrando no mundo do marketing digital ou tradicional, do design, das publicidade e propaganda ou das relações públicas. Se você quer saber exatamente a diferença entre elas, continue lendo!

 

BUYER PERSONA

Como já mencionamos aqui em nosso diário, buyer persona é a tipificação de um cliente ideal, é o perfil do consumidor do seu produto. Ele representa não apenas aqueles consumidores que já conhecem e são clientes fiéis à sua marca, mas também clientes em potencial.

Pare e pense na pessoa para quem você quer vender. Pense na pessoa para quem o seu produto foi criado. Esse é o seu buyer persona! Sabe o seu cliente ideal? Aquela pessoa que paga em dia, consome e recomenda os seus produtos? Pois é.

Pare para pensar: que tipo de pessoa você quer que use o seu produto? Qual é o perfil socioeconômico? Estrutura familiar? Quais são os hobbies? Profissão? Faixa etária? Gênero?

Esses são alguns dos pontos que devem ser pensados quando desenvolvemos (1) um produto ou serviço para comercializar e (2) a comunicação para impactar essas pessoas.

 

BRAND PERSONA

A brand persona, por sua vez, é a personificação dos valores da sua marca. Ela representa essa personificação na soma dos valores, objetivos e a maneira pela qual você quer que a sua marca seja conhecida e identificada pelos seus públicos.

Se você parar para analisar, irá perceber que o perfil de um atendente do McDonalds é muito diferente do atendente do Outback ou do Madero, por exemplo. Isso acontece porque a empresa tem um perfil ideal para representar a sua marca.

Quais os traços psicológicos, emocionais, educacionais e físicos dos meus funcionários? Eles são a  personificação de uma empresa e as suas atitudes farão uma pessoa lembrar da empresa, e não necessariamente do funcionário.

Então, o Mickey e a Lu são bons exemplos da personificação da brand persona e que nos ajudam a identificar visualmente esse perfil.

 

E QUAL EU DEVO UTILIZAR?

Mais importante do que pensar em qual delas a sua empresa deve utilizar, é lembrar que como diz Isak Dinesen: ser uma pessoa é ter uma história para contar.

Responde: qual é a sua história? Qual é a história da sua marca?

Quer criar a sua buyer ou brand persona? Entre em contato: ¡habla!

MARCAS DE GOVERNO: NATION BRANDING

MARCAS DE GOVERNO: NATION BRANDING

Inspiración

 23 novembro, 2018

CRIATIVIDADE É PARA TODXS?

CRIATIVIDADE É PARA TODXS?

Inspiración

 30 outubro, 2018

O NOSSO MANIFESTO

O NOSSO MANIFESTO

Inspiración

 05 outubro, 2018

MARCAS QUE SE REINVENTARAM: DESIGN E INOVAÇÃO!

MARCAS QUE SE REINVENTARAM: DESIGN E INOVAÇÃO!

Serviços

 21 setembro, 2018

O DESIGN DAS COISAS… QUE COISAS?

O DESIGN DAS COISAS… QUE COISAS?

Inspiración

 31 agosto, 2018


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

+55 (41) 98849.1191    +55 (41) 3122.2267

habla@latinacion.com.br

Close